Bruno Brandão, Author at DETTONA » DETTONA
Música

get out molecada

Funk significa cheiro forte de tabaco ou “forte agitação, distúrbio” (pode verificar, eu procurei mesmo). Na cultura dos EUA, Funk também é um movimento de dança, música e cultura, que evoluiu para diversas outras categorias mais específicas de músicas, como o G-Funk e o Funk Carioca (ou Baile Funk).

Não vou discutir as origens do Funk Carioca (que aqui vou adotar o nome mais contemporâneo de “Baile Funk”), mas ninguém pode negar que é um gênero polêmico. Por vezes sério, realista e agressivo, por vezes leve e engraçado, o Baile Funk se tornou mais forte do que nunca, ocupando cada vez mais espaço nas velhas (rádios, TV) e novas (Spotify) mídias. Como todo bom gênero musical, já foi modificado, adaptado, interpretado e estudado, principalmente pelos Norte-Americanos, os quais adotaram seus elementos em tracks da vertente eletro-hip-hop, o new-trap (termo que inventei agora mesmo). Artistas como Major Lazer e Sango ja fizeram mágica dando nova vida ao gênero la fora.

Já aqui no Brasil há alguns artistas bem estabelecidos na cena, como Sants, ViníJLZ, DKVPZ e o duo Yung Braza, que acabou de lançar um novo EP, entitulado “Get Out Molecada (pelo selo Boxed Records). São 4 faixas que te dão socos e até tiros (audivelmente literalmente), dobram de bpm, utilizam instrumentação não-ortodoxa e fazem você sentir no peito aquele grave que faz seu vizinho bater com a vassoura na parede.

Leia Mais

Por: - 3 meses atrás
Música

Contando com faixas de Sam Gellaitry e metade do DKVPZ (o Theusplayer), Dualib fez a curadoria (e a capa!) dessa edição da Essential Sounds Sessions! Dá aquele play:

 

 

Por: - 3 meses atrás
Colunas Música

30-jay-z-4-44.nocrop.w710.h2147483647

Isto não é um review do novo álbum de JAY-Z, “4:44“, que saiu no último dia 30 de Junho de 2017. É um atestado de que, em mais de 20 anos de carreira e com mais de 100 milhões de discos vendidos, o rapper ainda se mantém como um dos melhores do game pelas mesmas razões que o colocaram entre os melhores: quebrando barreiras e falando sobre o que deve ser falado, de forma inteligente e (in)direta.

Até hoje, um dos motivos pelos quais o rapper é considerado um dos top 5 MCs da história (junto com os debatíveis-para-sempre 2Pac, Notorious B.I.G, Nas e Eminem) foi sua habilidade de não precisar escrever suas letras, simplesmente entrando nas cabines de gravação e soltando as pedradas rimadas ali mesmo, direto da memória. Nas letras de seu novo álbum, JAY-Z (sim, escrito em tudo maiúsculo e com hífen) entra em embate com o estado atual do Hip-Hop, inundado pelo mumble-rap de artistas como Migos e Lil Yatchy, ao passo que explora muitos detalhes – que podem ser até considerados “sensacionalistas” – de sua vida pessoal e de sua família.

Além de explorar os tais assuntos sensíveis já discutidos por tablóides, como seu relacionamento conturbado com Beyoncé e desavenças com Kanye West, JAY-Z trouxe uma convidada especial para a faixa “Smile”: sua mãe, Gloria Carter. Apesar de não ser a primeira vez que ela faz uma participação (a 1a vez foi na música “December 4th”, do álbum “The Black Album”de 2003), a faixa descreve, entre outros assuntos, que a mãe do rapper é homossexual. No lado da produção da track, foram utilizados samples da faixa de nome mais que propício “Love’s In Need Of Love Today”, de Stevie Wonder (essa também ja fora sampleada na “One”, de Busta Rhymes feat. Erykah Badu).

Gloria Carter recita sua letra ao fim da faixa na forma de spoken word – similar ao que o pai do rapper de Chicago Common fez inúmeras vezes com seu pai, Lonnie Lynn – focando na busca pela felicidade, mesmo que à sombra dos padrões impostos pela sociedade.

Vale a pena ouvir a mãe de um dos maiores rappers da atualidade recitando que ela escolheu ser feliz. Estamos em 2017 e tem gente que ainda não conseguiu respeitar a escolha dos outros, ou se preocupar com a própria felicidade. Assim como ela mesma diz, “Ame a quem você quer amar, pois a vida não é garantida”. Smile!

 

Por: - 5 meses atrás
Música

sss071-ideia

Ouça abaixo à mais nova edição da SNTL Sounds Sessions, número 071, dos DJs Dualib Minizu! Toda semana eles mandam ver no trap, hip-hop e bass music, é só seguir o perfil do soundcloud facebook para ficar por dentro de todas as novidades:

Por: - 5 meses atrás
Música

EP#3_Sideways

Boom Bap num mundo de Trap? Talvez o estilo de beats mais presente nos anos 90 com Pete Rock J Dilla não esteja tão na moda, mas certamente ainda “(r)existe”.

Influenciados por Freddie Joachim, Oddisee, o próprio Jay Dee e outros beatmakers, os produtores Ghostnaut (França) e Dualib (Brasil, São Paulo) conceberam o EP “Sideways“, que se baseia na golden-age do Hip-Hop ao darem vida a beats de boom bap.

Leia Mais

Por: - 6 meses atrás