Bandida e Feminine Hi-Fi dominam as terças do Dettona » DETTONA
Especiais

16406873_373292093051145_2611293636692530441_n

Para aquecer as terças-feiras, o Dettona traz uma novidade incrível para todos vocês: agora a BANDIDA e a FEMININE HI-FI vão dominar por aqui.

O cenário noturno, das festas, dos lines e liderança do circuito cultural é majoritariamente masculino, mas é através de projetos como esses que vamos equilibrar a balança. Além da admiração pelo trabalho desses dois coletivos, nossa proposta é fazer desse encontro musical do reggae ao Global Bass um caminho que dá voz e visibilidade às mulheres da cena artística.

Afinal, o futuro é feminista mesmo!


18739804_309924389449771_6238079571012282671_n

BANDIDA (s.f. pop.);
Mina ponta firme, de responsa, que toma a cena de assalto e marca presença. Aquela que não passa batido, conquista respeito além de admiração e sabe se misturar quando necessário.

É com essa descrição que apresentamos a BANDIDA, uma festa, um coletivo, um movimento de minas que buscam visibilidade na cena Global Bass Music.

Com o intuito de abrir espaço para as minas mostrarem seu poder e estimular os cenários musicais já existentes a dar valor ao talento dessas mulheres bandidas (produtoras, grafiteiras, fotógrafas, artistas, etc), o coletivo traz as embaixadoras:

Rafaela Andrade_BadSista
Duda Bernardez _Blackat
Leticia Martinez_Sijeh
Tatiane Boury_Tati Lisbon
Jéssica Pauline_Jéss
Raquel Paulino _ Quel

Essas mulheres bandidas já tomaram o Dettona e a gente mal pode esperar para ver o que elas vão trazer aqui para compartilhar conosco <3

 


17021828_386383051742049_5144157000994581962_n FEMININE HI-FI é união feminina, é empoderamento, é energia que flui junta e que se multiplica por meio da música e da mensagem contida nas canções. É o mergulho nas ondas sonoras da música jamaicana sob a ótica feminina. (É para morrer de amor ou não é?)

A Feminine Hi-Fi é responsável pelo festival homônimo que foca na presença massiva feminina nas seleções propostas no cenário reggae / sound system de SP. O projeto traz uma seleção musical que passa por todas as eras da música da Jamaica, coletada 100% em discos de vinil, todos vindos das coleções pessoais das seletoras convidadas. As canções são interpretadas pelas singjays convidadas de uma forma única, em cima das bases – ou riddins – dos próprios vinis, deslizando pelo lado B dos chamados “tunes”, ou singles.
O projeto recebe convidadas de maneira alternada, buscando dar espaço não apenas para quem já atua nesse cenário há algum tempo, como também – e principalmente – para quem começa a dar seus primeiros passos. A ideia é unir, reunir, incentivar e fundir conhecimento, alegria e aprendizado. Além das festas, atuamos em frentes complementares como o selo Feminine Hi-Fi, focado nas vozes femininas do reggae.

A IDEIA É UNIR, REUNIR, INCENTIVAR E FUNDIR CONHECIMENTO, ALEGRIA E APRENDIZADO.

Lado a lado com a Bandida, o reggae da Feminine Hi-Fi vem com tudo para nos fazer refletir, apoiar e, principalmente, nos aproximarmos de realidades que parecem tão distantes, mas que no coração se encontram: um mundo capaz de valorizar a arte e dar espaço sem discriminação de gênero, classe, influência ou qualquer rótulo.


Acompanhem as novidades e preparem-se: na próxima terça é a estreia dessas minas incríveis aqui no Dettona!

Por: - 4 meses atrás

comentários