Transformadores Archives - DETTONA » DETTONA
Música Transformadores

A gente estava assim, trocando mensagens, falando dos planos, das ideias e dos projetos até que o D3AD nos falou sobre uma ação surpreendente e absolutamente relevante: o lançamento da Animal Bass #1Unindo música, artistas engajados e a causa animal, no próximo sábado, dia 18 de fevereiro a partir das 17h, o Morfeus Club receberá o primeiro evento de bass music com toda a arrecadação convertida para um projeto voltado à cura dos animais e da sociedade de maneira natural e holística, a ONG Canto da Terra.

A música é solidária

A  Animal Bass #1 é um convite à solidariedade, a fazer a música do bem invadir todos os espaços, internos e externos de cada um de nós.  Feita a muitas mãos, nós ficamos muito felizes em ver uma proposta como essa ganhar vida – e fazer da música uma ferramenta de impacto. Afinal, quando pensamos na causa animal também pensamos na qualidade das nossas vidas, nossos hábitos e, acima de tudo, como temos nos relacionado com tudo a nossa volta.

flyerCom um line pesadíssimo, a Animal Bass #1 promete trazer para o nosso sábado um motivo a mais para entrar numa frequência diferente. Porque música, ativismo e transformação são elos de um propósito maior: mostrar um jeito diferente de viver e que, se organizar direitinho, a gente muda o mundo!

Esperamos todos vocês no Morfeus Club para um dia de muito som, comidinhas veganas e vibe boa!

Confirme sua presença no evento: Animal Bass #1 

Quando: 18/02 a partir das 17h
Onde: Morfeus Club – Rua Ana Cintra, 110 (2 min. da Estação Santa Cecília)
Quanto: R$ 10,00

Por: - 9 meses atrás
Transformadores

Como você transforma a realidade do seu bairro? Como quebra barreiras sociais, culturais e geográficas? Como cria oportunidade e valoriza o que é da raiz? Marcelo Rocha, o DJ Bola, é um dos protagonistas de uma história de música e transformação. Morador do Jd. Ângela, considerado um dos lugares mais violentos do mundo na década de 90, em 2000 criou um projeto que teria a força para conscientizar e dar alternativas para a juventude do bairro: A Banca.

A missão d’A Banca é “viver o sonho todos os dias, quebrar as barreiras sociais, econômicas e geográficas utilizando da cultura urbana e do Hip Hop como ferramenta de aproximação e diálogo com realidades distintas”. Mais de 70 eventos gratuitos em espaços públicos na zona sul da cidade de São Paulo, 20 mil pessoas impactadas, oficinas de Dj, Mc, violão, ensaios abertos, intervenções culturais, vivência entre classes sociais, tudo isso faz desse projeto uma verdadeira plataforma para que os jovens possam discutir temas como cidadania, direitos, deveres, polícia, drogas, igreja, crime, tráfico, violência doméstica, gênero, sexo, cultura de paz. Cria novas perspectivas para os jovens em situação de vulnerabilidade e para as comunidades periféricas.

A música tem um poder além da nossa compreensão. Mexe com nosso corpo, alma e sentimentos. Ao nos depararmos com essa história, vemos a sua força para transformar o mundo. O que A Banca trouxe para o Jd. Ângela é a prova de que a mudança está a um passo de todos nós: é só ouvir, deixar cantar e enxergar o valor que cada rima desses jovens tem.

Esse foi um projeto que mexeu muito com todos do Dettona, que nasceu pelas bases e referências do hip hop, do bass, do som que sempre fez parte das nossas vidas. A música, falar de cultura e abrir espaços para o diálogo é o que nos motiva, por isso, precisávamos conhecer o Dj Bola e trazer A Banca pra perto porque são ações como essa que realmente importam, que fazem a diferença e que merecem visibilidade.

Um dos artistas d’A banca, o D.I.E.L.(Declamando Ideias de Expressão e Liberdade), lançou uma música chamada Dependente Rítmico. Nela, ele conta como a música o invadiu e como “o microfone era uma arma, onde as palavras saem da boca, mas tem origem na alma”.

A Banca é a revelação de uma juventude audaciosa e de atitude! É por isso que Dj Bola, D.I.E.L. e Mc Mirim serão os convidados da edição 09.10 Dettona – HIP HOP – SE | Multidimensional na Casa da Luz, às 15h! Daremos início com um bate-papo sobre A Banca e, em seguida, um pocket show com os meninos que estão transformando o Jd. Ângela todos os dias!

Se você tem alguma dúvida da força desses caras, convidamos a ouvir por si mesmos:

Lançamento do D.I.E.L., um dos músicos acompanhados pelo projeto, Dependente Rítmico:

Por: - 1 ano atrás
Transformadores

Leia Mais

Por: - 1 ano atrás
Transformadores

A Associação Vida Jovem realizou, no ultimo sábado (14), uma ação super legal de revitalização da praça da passagem B localizada em Heliópolis, bairro que fica no distrito do Ipiranga, na Zona Sudeste da cidade de São Paulo.

Unidos pela ideia de tornar a praça um local utilizado por toda a comunidade, a iniciativa surgiu dos próprios jovens participantes do projeto Uni-Duni-Tê, que também são moradores do bairro e sentem falta de um espaço de lazer dentro da comunidade. Ocupada por traficantes e usuários de drogas, em plena luz do dia, o logradouro público afastava os moradores e a ideia dos jovens foi fazer com que as pessoas se apropriem da praça e cuidem de um espaço que é seu.

ONG-03

Para que a ação se concretizasse os jovens se empenharam no processo de busca de parceria e doação de materiais para a revitalização da praça. Vários comércios da região, tocados com o discurso dos jovens, se dispuseram a participar da ação e colaboraram com doação de tinta, pincéis, alimentos para o lanche dos participantes, etc.

Além do mutirão de limpeza, foi realizada a pintura dos muros, conservação dos brinquedos e plantação de mudas em toda a praça. Com o passar das horas e a movimentação do local, cada vez mais os moradores chegavam para ajudar e participar do evento, muitas crianças se envolveram com a parte artística da ação, como pinturas e desenhos.

ONG-06

A ação possibilitou, de forma simples, unir os moradores do local mostrando como cada um pode agregar o que tem de melhor a favor de um bem comum. Regado a muita alegria, empolgação e energias positivas, o mutirão foi encerrado com chave de ouro com uma animada apresentação cultural do grupo de maracatu Agô Anama, onde todos dançaram e se divertiram, celebrando a renovação da praça e mais que isso, de um momento de vida.

ONG-05

Foto/divulgação: Eleven Produções

Por: - 1 ano atrás
Transformadores

O fotógrafo e cineasta Rafael Aguiar, que já apareceu por aqui com um projeto muito bacana chamado “GIZ“, agora no finalzinho do ano passado (2015) lançou um projeto muito especial para refletirmos e pensarmos papeis, sentimentos e expressão.

“Imaculados”, segundo o Rafa, é um projeto de liberdade. Toda a composição do ensaio é feita de maneira que os homens se sintam à vontade para expressar seus sentimentos por meio de uma vestimenta. Durante o processo, os homens ficam nus, vestem-se de “noivas” e se deixam fotografar de modo que o fotógrafo consiga captar a intimidade desse momento. Veja algumas fotos do ensaio:

Ao término do ensaio, os IMACULADOS sempre deixam um registro escrito do que significou vivenciar algo diferente. Curta a página no Facebook.

Por: - 2 anos atrás